Como criar seu próprio console retrô por menos de R$ 300

Que tal aprender a configurar seu próprio videogame retrô para se divertir por horas em consoles comoSuper Nintendo, Mega Drive, Game Boy, Nintendo 64 e até Playstation? O TechTudo te ensina a criar sozinho seu próprio console por menos de 300 reais usando o Raspberry Pi. Confira:

Os ingredientes do bolo

Serão necessários alguns componente e itens especiais para criar o console retrô. A boa notícia é que todos os materiais são facilmente encontrados no mercado brasileiro. Confira a lista:

Um Raspberry Pi 2 ou superior

O Raspberry Pi é, resumidamente, um micro computador do tamanho de um cartão de crédito. Caso deseje saber maiores detalhes sobre esse item, leia a matéria que explica o que é e para que serve o Raspberry Pi. Aqui, ele será responsável por fazer o trabalho duro do console. Ele lê o cartão de memória, realiza o processamento do videogame, recebe comandos do controle e envia as imagens para sua TV ou monitor. No Brasil, o item custa em média R$ 210.

Um cartão MicroSD de 16 GB ou maior

O cartão de memória será o HD do console. Nele serão armazenados os arquivos de configuração e os games que você desejar jogar. Um cartão de 16 GB será mais do que suficiente para armazená-lo, mas caso queira mais espaço, compre um de 32 GB.

Uma fonte micro USB de 1.5 AMP ou maior

Sabe aquela fonte igual a do carregador do seu celular ou tablet? Esta é muito parecida. A função dela será enviar energia para o Raspberry Pi. Fique atento na amperagem e se o conector é micro USB.

Um cabo HDMI

Ele irá conectar sua TV ou monitor ao videogame. Se a distância que o console ficará da TV for grande, escolha um cabo de comprimento maior.

Um Joystick USB ou Bluetooth

O videogame terá suporte a uma série de joysticks. O USB terá um tempo de resposta menor que o Bluetooth, mas tem a limitação do comprimento do fio, fator vantajoso nos controles wireless. Contudo, se preferir usar um joystick Bluetooth, preste atenção na distância para não ter tanto lag. Uma boa sugestão para que o problema de fio curto seja resolvido é utilizar um extensor USB.

Um adaptador Bluetooth

Servirá para recepcionar os sinais do seu controle sem fio. Ele será necessário apenas se você utilizar um joystick Bluetooth.

Um case para o Raspberry Pi

O Raspberry Pi além de ser uma placa não muito barata, é muito sensível a quedas e outros fatores que podem inutilizá-lo. Embora a case de proteção não seja um item obrigatório para a configuração do seu console, ela é extremamente recomendável para uma melhor manutenção do seu videogame. Cases podem ser encontrados a preços baixos no mercado, todavia, se você desejar um console retro mais estiloso, há dezenas de sites especializados em cases personalizadas para Raspberry Pi.

Um teclado USB

O teclado do seu computador poderá ser usado aqui. Ele servirá para fazer alguns ajustes iniciais no Raspberry Pi

Mãos a obra!

Passo 1. Com todos os materiais a mão, vamos começar a configurar o seu console. Primeiro, acesse osite da Recalbox e realize o download de sua última versão. O Recalbox é uma distribuição Linux especialmente criada para configuração de consoles retro.;

Fonte: Tech Tudo