quinta-feira , agosto 16 2018

Em pressão por reajuste, enfermagem fará operação tartaruga na Santa Casa

Os profissionais de enfermagem da Santa Casa de Campo Grande farão operação tartaruga a partir da próxima terça-feira (dia 27) se a direção não retomar as negociações salariais. A proposta é fazer três horas de paralisação a cada turno.

“A data-base, ou seja, período para reajustes nos salários é 1º de maio. Desde abril, tentamos diálogo com os representantes patronais. Reivindicamos o percentual de 11,30%, mas o hospital alega que não tem condições e sequer demonstra interesse em negociar com a categoria”, afirma o presidente do Siems (Sindicato dos Trabalhadores da Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul), Lázaro Santana.

De acordo com ele, a proposta do hospital, oficializada na última sexta-feira (dia 16), prevê congelamento do salário. “A gente quer voltar para a mesa de negociação. Mas a direção não apresentou nenhum percentual de reajuste”, afirma. O pedido é de reajuste de 11,30%, sendo 9,83% de reposição da inflação e o restante de ganho real. A remuneração média é de R$ 1.237.

A Santa Casa tem 1.300 profissionais de enfermagem (auxiliar, técnico e enfermeiro). A votação a favor da paralisação foi feita às 6h30 desta quarta-feira (dia 21). Novas rodadas de assembleia serão realizadas às 12h30 e 18h30.

Conforme a assessoria de imprensa do hospital, uma proposta deve ser apresentada hoje aos funcionários.

Fonte: Campo Grande News

Comentários

comentários

Tente de novo

Pedido para recorrer multas de trânsito poderá ser feito pela internet

Matéria foi aprovada em primeira votação por deputados Cidadãos sul-mato-grossenses poderão pedir recurso de multas ...