domingo , agosto 19 2018

Exportações do agronegócio paulista crescem e saldo setorial já supera US$ 10 bi em 2016, aponta estudo da Secretaria de Agricultura

De acordo com o pesquisador da Secretaria que atua no IEA José Roberto Vicente, as exportações no agronegócio atingiram US$13,75 bilhões, um crescimento de 17,5%, enquanto as importações setoriais tiveram queda de 14,8%, somando US$3,34 bilhões

O Estado de São Paulo exportou, de janeiro a setembro de 2016, US$34,47 bilhões, 2,3% mais do que no mesmo período em 2015, e importou US$ 38,66 bilhões, 21,9% a menos do que nos nove primeiros meses do ano anterior, informou a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do seu Instituto de Economia Agrícola (IEA). Assim, o déficit da balança comercial foi de US$ 4,19 bilhões, 73% menor do que nos nove primeiros meses de 2015, quando a diferença entre as importações e exportações paulistas foi de US$15,81 bilhões.

De acordo com o pesquisador da Secretaria que atua no IEA José Roberto Vicente, as exportações no agronegócio atingiram US$13,75 bilhões, um crescimento de 17,5%, enquanto as importações setoriais tiveram queda de 14,8%, somando US$3,34 bilhões, o que resultou em um superávit de US$10,41 bilhões. “Em comparação aos nove primeiros meses de 2015, o desempenho representou um aumento de 33,8% no saldo comercial do agronegócio”, afirmou.

“As importações paulistas nos demais setores somaram US$35,32 bilhões e as exportações US$20,72 bilhões, gerando um déficit comercial desse agregado de US$14,60 bilhões de janeiro a setembro de 2016. Portanto, o comércio exterior paulista seria muito mais deficitário não fosse o desempenho do agronegócio estadual”, concluiu o pesquisador.

Exportações

O levantamento do IEA mostra que o grupo dos pescados liderou o crescimento das exportações do agronegócio paulista – 490,30% em relação ao ano passado – totalizando US$ 7,91 milhões de janeiro a setembro de 2016; em seguida, estão os produtos do complexo sucroalcooleiro (US$ 5,82 bilhões, principal grupo de produtos exportados pelo agronegócio estadual) e os animais vivos (US$ 65,72 milhões), que registraram aumentos de 54,20% e 55,07% em relação aos nove primeiros meses do ano passado.

Por outro lado, houve redução de 28,1% nas exportações de produtos lácteos, seguida pelos couros, produtos de couro e peleteria (-18,5%) e café (-17,7%).

“Com isso, a participação das exportações do agronegócio paulista no total do Estado aumentou 5,2 pontos percentuais e a participação das importações cresceu 0,7 ponto percentual, na comparação dos primeiros nove meses de 2015 e 2016”, observou o pesquisador.

O levantamento completo do IEA está disponível neste link.

“O acompanhamento das exportações e importações realizado pelo IEA tem comprovado, mensalmente, que o agronegócio paulista tem contribuído de forma muito expressiva para amenizar o déficit da balança comercial e, nos últimos três anos, conforme afirma o governador Geraldo Alckmin, tem ajudado a `salvar a lavoura´”, afirmou o secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim. “Ao mesmo tempo, o conhecimento gerado pela pesquisa possibilita aos produtores definir estratégias para que o segmento continue se desenvolvendo e seja um dos pilares da retomada econômica do Brasil”, disse.

Fonte: Portal do Agronegócios

Comentários

comentários

Tente de novo

Regras para renovação da CNH podem mudar em breve

Está em estudo no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) uma alteração que prevê o fim ...