domingo , agosto 19 2018

Agronegócio se destaca e geração de emprego em MS é a 2ª maior do país

O bom desempenho da agropecuária, elevou as contratações de trabalhadores no Estado. O setor foi responsável por 3.741 vagas entre janeiro e setembro deste ano, colocando Mato Grosso do Sul como o segundo estado que mais gerou emprego em 2016.

No ranking brasileiro, MS só perde para Goiás na geração de emprego. São 5.761 vagas em nove meses, a frente de estados do Nordeste, Sul e Sudeste do país. Do Centro-Oeste, apenas o Distrito Federal apresentou queda na geração de vagas.

Dados compilados pelo governo do Estado, mostram que apesar da crise enfrentada a Construção Civil foi o segundo setor que mais gerou vaga no ano, somando 2.641 postos. O setor de Serviços e Indústria aparecem em terceiro e quarto, enquanto que a instabilidade financeira é mais vista no Comércio, que só gerou 294 vagas.

Segmentos da indústria foram os que mais tiveram queda em nove meses. A indústria de produtos minerais, por exemplo, fechou 188 postos de trabalho mais que os 90 do mesmo período de 2015. Em compensação a indústria de álcool etílico gerou 723 vagas este ano, enquanto no ano passado teve 1412 demissões.

Cidades – Campo Grande foi a que mais fechou postos de trabalho este ano. Foram 2.693 vagas a menos entre janeiro e setembro de 2016, segundo o governo do Estado. Em compensação, Três Lagoas abriu 2.129 vagas nesse período.

Aparecida do Taboado (894) e Nova Andradina (679) são a segunda e terceira que mais geraram emprego. Enquanto que Bataguassu (-167) e Eldorado (-166) fecharam postos.

Fonte: Campo Grande News

Comentários

comentários

Tente de novo

Regras para renovação da CNH podem mudar em breve

Está em estudo no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) uma alteração que prevê o fim ...