quarta-feira , agosto 15 2018

Crise na Austrália abre espaço ao Brasil

Afetada por problemas climáticos e escassez na oferta de bezerros, a Austrália vive um momento de forte redução nas exportações de carne bovina

De olho nesta lacuna e com previsão de queda nos insumos para produção, o presidente da Minerva Foods, Fernando Galletti de Queiroz, espera resultados promissores para o ano que vem.

“A Austrália reduziu em 43% o volume embarcado para os Estados Unidos. Esse é o sinal do que vamos ter pela frente”, justificou o executivo, na última sexta-feira (18), durante o Minerva Day. Para ele, a demanda deixada pelos australianos será suprida por países da América do Sul, fato que vem de encontro com a estratégia de ampliação na capilaridade da empresa em países vizinhos como Colômbia, Argentina e Paraguai.

Se hoje, a produção da companhia está estruturada entre 70% no Brasil e 30% na América do Sul, o objetivo é caminhar para uma relação de respectivos 60% e 40% ou 55% e 45%.

Após perder entre 400 e 500 toneladas da proteína, o sócio da consultoria MB Agro, Alexandre Mendonça de Barros, explica que a Austrália atualmente conta com um rebanho na média de 6,5 milhões a 7 milhões de cabeças, número considerado baixo pelo mercado. Neste contexto, as vendas externas daquele país ainda tendem a cair significativamente, conforme noticiado pelo jornal DCI.

Fonte:Portal do Agronegóios

Comentários

comentários

Tente de novo

Justiça Federal nega tentativa da defesa e confirma legalidade de escutas na Lama Asfáltica

3ª Vara também reafirmou competência para julgar desvios de verba do BNDES O juiz da ...