domingo , janeiro 21 2018

Presidente avisa: Atlético-MG não vai entrar em campo contra Chapecoense

Daniel Nepomuceno garante aval do departamento jurídico para não jogar a Chape, em respeito ao momento que o clube catarinense vive após tragédia na Colômbia

Desde a tragédia envolvendo o avião da Chapecoense, na madrugada da última terça-feira, algumas dúvidas em relação ao calendário da equipe catarinense apareceram. Como será definida a Sul-Americana? O que ficará decidido sobre o último jogo do time no Brasileirão, contra o Atlético-MG? O último ponto está decidido: o Galo não vai jogar. O presidente do clube mineiro, Daniel Nepomuceno, fez um pronunciamento oficial nesta quinta, na Cidade do Galo, para avisar que a delegação atleticana não vai viajar para Chapecó, mesmo sabendo que o clube deve, com isso, perder os três pontos.

– Vim aqui somente informar que o Atlético não irá jogar contra a Chapecoense, não irá para Chapecó jogar a ultima partida. A gente acredita no esporte, respeita a dor, não é o momento de cobrar de jogador nenhum a essência do esporte. Já comuniquei à CBF. Conversei com o presidente da CBF, Marco Polo, que concordou. Nessa partida, o Atlético não irá. Provavelmente, a maior punição é a perda dos três pontos. Isso não altera nada. É o mínimo que tem que ter pelos familiares, pela cidade e pelo país que está sofrendo com isso. Muito obrigado e bom dia à todos.

O Atlético-MG já tem situação definida no Brasileirão. Independente do resultado contra a Chape, vai terminar a competição em quarto lugar. A Chapecoense também iria cumprir tabela na última rodada, já que não tem mais chances de terminar no G-6 e já se livrou matematicamente do rebaixamento.

Com a decisão da diretoria atleticana, resta apenas um jogo para o Galo fechar a temporada: a finalíssima da Copa do Brasil, contra o Grêmio, na próxima quarta-feira, na Arena do Grêmio. Diogo Giacomini, treinador interino do clube, segue comandando atividades no CT atleticano e preparando o time para a decisão. Na ida, o Atlético-MG foi derrotado por 3 a 1, no Mineirão.

Veja o que diz o Artigo 53 do Regulamento Geral de Competições da CBF:

Art. 53 – Nenhuma partida poderá ser disputada com menos de sete (7) atletas ou com a
ausência de um dos clubes disputantes.

Parágrafo 1º – Na hipótese do não atendimento ao previsto no presente artigo, o árbitro aguardará até trinta (30) minutos após a hora marcada para o início da partida, findo os quais o clube
regularmente presente será declarado vencedor pelo escore de três a zero (3 x 0), ou seja,
por W.O.

Parágrafo 2º – Se o fato previsto no Paragráfo 1º ocorrer com ambos os clubes, os dois (2) serão declarados perdedores pelo escore de três a zero (3 x 0).

Paragráfo 5º – Os impedimentos automáticos e as penalidades impostas pelo STJD pendentes de
cumprimento pelo clube ou pelos atletas do clube, que não deu causa ao W.O., serão
considerados cumpridos em ocorrendo quaisquer das hipóteses constantes do caput ou
parágrafos deste artigo.

Fonte:Ge

Comentários

comentários

Tente de novo

Motorista invade praia em Copacabana, atropela pedestres e mata bebê

Um motorista atropelou pedestres ao invadir o calçadão e a praia Praia de Copacabana, na ...