quarta-feira , agosto 15 2018

Consumo muda e queda na produção de bovinos em 2017 será de 8,79%

O consumo dos brasileiros mudou e fato é que houve uma queda na demanda por carne bovina. Para 2017, há uma projeção de recuo em 7,44% no Valor Bruto da Pecuária e associado a isso, queda em 8,79% na oferta de boi gordo em Mato Grosso do Sul.

De acordo com a gestora do departamento de economia da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de MS, Adriana Mascarenhas, o cenário de 2017 é uma continuação do que vem acontecendo desde 2015.

“Em outubro deste ano foi registrado recuo de 23,7% no número de abate se comparado ao mesmo período de 2015. Essa falta de boi gordo deve continuar em 2017, mas isso não deve afetar no mercado, pois se não há consumo não há demanda por bovinos”.

O Estado ficou na 2º posição na produção de carne bovina este ano e em 5º lugar sendo o produto mais exportado, tendo 9% na participação das exportações brasileiras.

Em 2016, a produção pecuária teve queda de 6,19% se comparado com 2015, e passou de 819 milhões de quilos para 768 milhões de quilos este ano. O VBP (Valor Bruto da Pecuária) em 2016 teve recuo de 2,82%.

Para 2017, a projeção é de R$ 26,10 bilhões no VBP, aumento de 0,97% se comparado com 2016, devido ao crescimento de 15,46% na produção de suínos.

Segundo o presidente da Famasul, Maurício Saito, a crise na bovinocultura não está apenas em Mato Grosso do Sul. “A bovinocultura de corte foi impactada de uma forma geral, pois está ligada a situação econômica que o país atravessa. A migração da proteína bruta animal se deve a economia do país e por isso tem uma queda no consumo per capita da carne bovina”.

Saito explica ainda que a produtividade bovina no próximo ano não deve diminuir significativamente. “Temos uma projeção de queda em torno de 8%, mas com a falta de consumo da carne bovina, isso puxa o VBP da pecuária. Há uma migração para suínos e aves acarretando no crescimento de produção desses segmentos”.

Fonte: Campo Grande News

Comentários

comentários

Tente de novo

Justiça Federal nega tentativa da defesa e confirma legalidade de escutas na Lama Asfáltica

3ª Vara também reafirmou competência para julgar desvios de verba do BNDES O juiz da ...