terça-feira , setembro 19 2017

Carta sobre ‘jogo do suicídio’ será enviada a pais e professores de MS

Uma carta com orientações sobre o jogo “Baleia Azul”, que estaria estimulando a automutilação e práticas suicidas em adolescentes, está sendo elaborada pela Secretaria Estadual de Educação. O objetivo é que o texto, com alertas e esclarecimentos sobre o “jogo mortal”, seja encaminhado a professores, pais e responsáveis de alunos de todas as escolas da rede estadual de ensino.

“A carta será concluída ainda nesta quarta-feira (19) e direcionada às instituições o mais rápido possível”, informou a secretária Maria Cecília Amêndola da Motta.

A preocupação veio à tona na manhã de hoje, quando professores de três colégios de Ponta Porã registraram boletim de ocorrência na 1ª Delegacia de Polícia Civil do município depois que tiveram acesso a uma mensagem ameaçadora.

Nela, um jovem identificado como Lucas, afirma ser morador de Ponta Porã e estar participando do desafio da Baleia Azul, o que o levaria a dar balas envenenadas para 30 crianças das escolas Magsul, Topo Gigio e Calvoso. A mensagem encerra com pedido de desculpas às mães: “ mas tenho que cumprir ou eles vêm atrás de mim. sinto muito pelos filhos de vcs ** desafio aceito”.

A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, por meio da assessoria de imprensa, informou que, conforme levantamento, foi registrado boletim de ocorrência envolvendo o jogo “Baleia Azul” somente em Ponta Porã.

“Os professores se sentiram no dever de requisitar a ação policial e registraram a ocorrência para se sentirem mais seguros, mas não há qualquer indício da veracidade do fato”, informa a fonte oficial da corporação.

A nota ressalta que o texto da mensagem é exatamente o mesmo que está circulando nas redes sociais de outros estados da Federação, portanto, não é possível afirmar nem se o autor da mensagem seria morador de Ponta Porã.

“Muitas pessoas aproveitam o calor dos assuntos que preocupam a sociedade para fazer brincadeiras de mau gosto e emplacar boatos”. Por enquanto, não houve nenhum caso propriamente dito de jovens envolvidos com o jogo da internet, o que inclui Campo Grande, onde não há registro na DPCA (Delegacia Especializada de Proteção a Criança e Adolescente).

O Baleia Azul, ou “Blue Whale”, é um game que está preocupando a população em diversos países do mundo e, recentemente, no Brasil. O jogo teria sido criado na Rússia e propagado para outros lugares por meio da web, em grupos fechados do Facebook e WhatsApp, com foco principalmente em adolescentes.

Funciona com um moderador, que lança 50 desafios ‘macabros’, que vão desde a escrita de frases e códigos feitos com lâminas em mãos e braços, frequentar locais perigosos de madrugada, como telhados de edifícios, trilhos de trem e guinchos, até a tarefa final, que é retirar a própria vida.

Casos misteriosos de mortes de jovens em Minas Gerais e Mato Grosso estão sendo investigados para averiguar a relação com o Baleia Azul.

Fonte: Campo Grande News

Comentários

comentários

Tente de novo

Baixista do Ultraje processa Danilo Gentili por assédio moral

Rinaldo Oliveira Amaral, 45 anos, mais conhecido no meio musical como Mingau é autor de ...