sábado , maio 27 2017

Após 13 dias internado na UTI, morre médico que teve corpo queimado

Morreu na noite deste domingo (23) o médico Estevão Barbosa da Cruz, de 28 anos, que teve 93% do corpo queimado na noite do dia 9 deste mês, após uma suposta explosão de gás de cozinha, em Campo Grande. Porém, as circunstâncias em que ocorreram o incidente ainda não foram confirmadas.

O óbito de Estevão foi confirmado hoje às 19h40, segundo a assessoria de imprensa do hospital. Ele estava na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e, agora, passa pelos exames de praxe para detectar o causa da morte.

Por ora, a principal suspeita é que ele tenha tido uma parada cardiorrespiratória. Estevão era um dos coordenadores da Caranava da Saúde e sofreu, em grande parte, queimaduras de segundo grau.

Ele deu primeiro entrada no Hospital da Unimed, mas depois foi transferido para a Santa Casa, por volta das 1h do dia 10. O médico chegou sentindo fortes dores, mas consciente ao local. A expectativa era de que ele ficasse na UTI até se estabilizar, indo para a ala de queimados, mas ele não resistiu aos ferimentos.

O médico formou-se em medicina na Uniderp, em 2013, conforme consta no currículo disponibilizado por ele na internet. Ele tinha especializações em radiologia, urgência e emergência e gestão em saúde. Ele também atendia na Santa Casa.

Fonte: Campo Grande News

Comentários

comentários

Tente de novo

Tumulto entre deputados paralisa sessão da Câmara em dia de protestos

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse que, enquanto os deputados oposicionistas estiverem ...