sexta-feira , agosto 17 2018

Chaves e Chapolin são adquiridos pelo Grupo Globo, mas isso não ameaça o SBT

Parece que 2018 não está sendo um bom ano para o SBT. Após o fiasco da entrevista com o atual ocupante do cargo de presidente do Brasil, o impopular Michel Temer, exibida no último domingo (28), a emissora de Sílvio Santos angariou a antipatia de muitos brasileiros por se permitir ser usada para influenciar a opinião da população quanto à Reforma Previdenciária.

Agora, outro baque vem aí: Partiu da equipe do Fórum Chavesa notícia de que o grupo Globosat teria adquirido episódios de Chaves e Chapolin, da rede mexicana Televisa. As informações ainda não foram confirmadas pela Globo. Entretanto, segundo o que foi verificado pela equipe jornalística do UOL, 273 episódios de Chaves e 250 de Chapolin foram registrados pela Globosat junto à Ancine, o que é exigido para a veiculação de qualquer conteúdo na TV brasileira.

Fora esses episódios já citados, outros 117 episódios de Chaves e mais 127 episódios de Chapolin foram registrados junto à Agência Nacional de Cinema como First Run. Ainda não há informações sobre o que isso significaria, mas há esperanças por parte dos fãs que sejam episódios ainda não exibidos no Brasil.

Entretanto, segundo a postagem do Fórum Chaves, os episódios adquiridos pela Globo não devem representar grandes ameaças ao SBT, que exibe ambas as séries há 30 anos. Isso se dá porque as exibições que o grupo do plim-plim planeja fazer ocorrerão apenas em seu canal de TV por assinatura Multishow, que não representa ameaça direta à emissora do Seu Sílvio, aberta. Não há planos do SBT para diminuir ou deixar de exibir as criações de Roberto Gómez Bolaños.

Entre 2010 e 2015, outros canais pagos exibiram Chaves e Chapolin, como o Cartoon Network e o Boomerang. Não foram notáveis os impactos causados na audiência dos programas no SBT.

Uma outra questão que possivelmente tornará a compra dos episódios pouco impactante na audiência que o SBT já fisgou para as séries é que a dublagem clássica a qual o público já está acostumado é de propriedade intelectual do SBT, cabendo ao Multishow realizar uma dublagem nova, estranha aos expectadores.

Procurada pela equipe do UOL, a Multishow, o Grupo Globosat e o SBT não forneceram mais informações sobre o caso.

Fonte: UOL

Comentários

comentários

Tente de novo

Regras para renovação da CNH podem mudar em breve

Está em estudo no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) uma alteração que prevê o fim ...