quinta-feira , julho 19 2018

Acadêmicos fazem prostesto após estupro durante trote

Polícia Civil já confirmou abuso após resultado dos laudos periciais

Com o tema “Nada justifica o trote machista”, acadêmicos da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) protestaram em frente a um dos blocos da instituição após uma acadêmica ser estuprada durante o trote no início da semana. Os laudos periciais da Polícia Civil confirmaram o abuso contra a jovem de 17 anos.

“Não podemos aceitar ou silenciar diante dessa situação! Não podemos aceitar mais as manifestações daqueles que tentam justificar a violência ou culpabilizar a vítima. Precisamos fazer barulho para que isso jamais aconteça. Precisamos exigir que os grupos, entidades, organizações e órgãos da universidade se manifestem. Não é momento para se omitir!”, diz o convite para o evento nas mídias sociais do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da universidade.

A ação nesta manhã, em frente ao bloco D da unidade 2 da UFGD. Todos os acadêmicos e trabalhadores da instituição foram convidados para participar do ato, além de movimentos organizados de mulheres e centros acadêmicos.

A assessoria de comunicação da universidade foi procurada para se manifestar sobre o protesto, mas não houve retorno até o fechamento dessa matéria.

 

Fonte: correiodoestado.com.br

Comentários

comentários

Tente de novo

Comarca de Bela Vista abre inscrições para seleção de estagiários

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo de estágio para acadêmicos de Direito na ...