quinta-feira , abril 19 2018

No aniversário de Renato Russo, Badauí, MC Zaac e Clau lançam versão de “Que País é Esse”

No dia em que Renato Russo completaria 58 anos, a Universal Music lançou nas plataformas digitais uma nova versão de “Que País é Esse”, gravada por Tales (cantor do Maneva), Badauí e Luciano (CPM 22), MC Zaac (“Bumbum granada”, “Vai embrazando” e “Vai malandra”), Clau (“Menina de ouro” e “Relaxa”) e Iggor Cavalera (fundador do Sepultura, hoje à frente do projeto eletrônico Mix Hell) e que você pode ouvir apertando o play aí embaixo. 🙂

“Queríamos fazer um paralelo do Brasil de ontem com o de hoje e juntamos um time de artistas que se aproximava mais pela identificação com as letras do Renato do que pelo segmento musical, conta Miguel Afonso, gerente artístico da gravadora. “A força da canção de Renato Russo nos motivou a criar um ambiente de renovação do catálogo do compositor por sua importância histórica, tanto como vocalista e líder de um dos maiores grupos do rock brasileiro de todos os tempos, o Legião Urbana, quanto, com a força individual de um artista completo”, emenda Alice Soares, idealizadora do projeto e gerente de marketing estratégico da Universal Music.

“Que País é Esse” foi composta em 1978, quando Renato Russo liderava o Aborto Elétrico, mas não foi gravada até nove anos depois, no álbum “Que País é Esse 1978 / 1987”. “Sempre havia a esperança de que algo iria realmente mudar no país, tornando-se a música então totalmente obsoleta” dizia o encarte. “Isto não aconteceu e ainda é possível se fazer a mesma pergunta do título”.

Quarenta anos depois, continua sendo possível fazer a mesma pergunta, mas eu aproveito pra deixar uma outra aqui: por que nossos artistas insistem em reciclar o que outros disseram, ao invés de dizer, eles mesmos, o que pensam em novas letras e melodias como, por exemplo, a MC Carol? 🙂

Ficaí o pensamento e um mini-doc com os bastidores da gravação dessa nova versão. 🙂

Fonte: papelpop.com

Comentários

comentários

Tente de novo

Lula tem último recurso negado pela Justiça e vai continuar preso

Por 3 a 0, desembargadores do TRF4 não aceitaram embargos da defesa em 2ª instância.Lula ...