quinta-feira , julho 19 2018

Fuzileiros navais de MS são presos em São Paulo com 30 kg de cocaína

Militares faziam há mais de um ano transporte da droga da Bolívia

Dois fuzileiros navais de Ladário, de 26 e 24 anos, foram presos em flagrante pela Polícia Militar de São Paulo (SP) com 30 quilos de cocaína embaladas no porta-malas do Gol em que um deles estava, na madrugada desta segunda-feira (9). Quatro comparsas dos militares, entre eles uma mulher, todos sul-mato-grossenses, que integravam a quadrilha, também foram detidos.

Segundo a Polícia Civil paulista, os detidos, que não tiveram os nomes revelados, são do 6º Distrito Naval, na cidade interiorana. A droga teria sido obtida na Bolívia e seria revendida na região central paulistana.

O caso foi descoberto por volta de 1h, quando o carro onde um dos dois militares estava, com placas de Mato Grosso do Sul, foi revistado pela PM em uma blitz nas cercanias da Marginal Tietê, importante via de São Paulo. Após o encontro da cocaína, não restou alternativa ao detido a não ser confessar.

Entregou assim o endereço do hotel onde os quatro comparsas e o outro colega de Marinha esperavam, no centro. No local, grande quantia em dinheiro, cujo valor exato não foi revelado, foi apreendida.

Todos os outros quatro detidos são de Mato Grosso do Sul. Dois deles de Corumbá, um pedreiro, de 27, e um técnico de refrigeração, de 31. A mulher, uma comerciante, de 53, é de Campo Grande e estava junto de seu marido, de 36.

Em uma delegacia de São Paulo, onde o caso foi registrado e os detidos indiciados, os fuzileiros confessaram o envolvimento. Um deles teria revelado que faz o transporte de drogas do Estado para a capital paulista há mais de um ano, segundo a polícia.

A polícia evita confirmar se todos os detidos estão envolvidos com os fuzileiros. A princípio, até a publicação desta matéria, foi informado apenas que os detidos no hotel viajavam como sacoleiros constantemente à capital paulista de ônibus.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública de São Paulo informou que os detidos seguiriam por enquanto na carceragem da delegacia, mas que o caso seria encaminhado para a Polícia Federal pela suspeita de ramificações internacionais no tráfico de drogas.

 

Fonte:  correiodoestado.com.br

Comentários

comentários

Tente de novo

Comarca de Bela Vista abre inscrições para seleção de estagiários

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo de estágio para acadêmicos de Direito na ...