terça-feira , julho 17 2018

Polícia diz que força-tarefa para capturar assassino de auxiliar de pedreiro a facadas custou R$ 20 mil

Comandante em MS diz que policiais rodaram cerca de 250 km, entre indas e vindas na cidade, além do uso de helicóptero e buscas que duraram 10 horas.

A polícia estima em R$ 20 mil o gasto obtido nas buscas que levaram a prisão do homem de 23 anos, suspeito de matar a facadas um auxiliar de pedreiro na região central da cidade, na manhã dessa segunda-feira (7). Ao G1o tenente-coronel Claudemir de Melo Domingos disse que foram ao todo 10 horas de buscas, com uma força-tarefa que utilizou cerca de 20 servidores, além do helicóptero, viaturas e outros recursos empregados na ação.

“É a estimativa que fizemos pelo trabalho de cada um que foi designado para esta missão. Tivemos o uso de helicóptero, com a hora de voo, além do combustível, uso de viaturas que rodaram cerc a de 250 km na cidade, entre indas e vindas, além da parte administrativa, com a ocorrência que gerou um processo. Esta é a parte material, mas, temos o dano com a perda da vítima que é algo irreparável e não tem custo”, afirmou o comandante do 1° BPM.

Nesta manhã, após passar por audiência de custódia, o homem teve a prisão convertida em preventiva. Ele foi capturado na casa de um conhecido, no Jardim das Mansões, sendo levado para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro. A Justiça considerou o crime como homicídio qualificado por motivo fútil e também por utilizar um recurso que dificultou a defesa da vítima, além da tentativa de roubo.

O suspeito, que disse estar arrependido, teria utlizado uma faca para ferir a vítima. O objeto, no entanto, não foi encontrado. Já na delegacia, o homem prestou depoimento. Ele possuía antecedentes por furtos e agora será indiciado por homicídio qualificado. “A investigação também ressaltou que o suspeito vivia nas ruas, em situação de vulnerabilidade. Ele não resistiu a prisão de forma alguma”, disse ao G1 o tenente da PM, Thiago Mônaco.

A delegada responsável pelo caso, Daniela Kades, disse que ele já tinha sido identificado pela manhã. Imagens de câmeras de segurança obtidas pela polícia mostram o suspeito e o auxilar de pedreiro lutando. O homem aparece na gravação de short, camiseta, chinelo e carrega uma mochila nas costas. É possível ver ele fugindo pela calçada depois de esfaquear o auxiliar de pedreiro.

Entenda o caso

Um auxiliar de pedreiro de 34 anos foi morto a tesouradas no início da manhã de segunda, ao tentar ajudar uma jovem que era abordada por assaltante. “Foi defender e perdeu a própria vida”, disse o pai, bastante abalado, o pedreiro João Roberto Faustino de Souza, de 54 anos.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), Antônio Marcos Rodrigues de Souza e o pai seguiam em bicicletas, cada um em uma, pela avenida Mato Grosso. Quando passavam pelas proximidades da rua Calógeras, um assaltante rendeu uma jovem.

Conforme João Roberto, o filho tentou defender a jovem e acabou sendo ferido no pescoço. Segundo a polícia, os golpes foram de tesouradas. Pai e filho seguiam para o trabalho quando o crime aconteceu. Bombeiros, Samu e PM estiveram no local.

Fonte: g1.globo.com

Comentários

comentários

Tente de novo

Prefeitura de Bela Vista conquista R$ 70.000,00 em medicamentos ao Hospital São Vicente de Paula

Medicamentos vão auxiliar em um mutirão de cirurgias para atender a população e zerar a ...