quarta-feira , agosto 15 2018

Concurso da PM terá mil fiscais em sala e outros 100 policiais nas ruas

Ao todo, 36 mil candidatos vão realizar as provas no próximo domingo (12)

 

A segurança do Concurso da Polícia Militar de Mato Grosso do  Sul, que será realizado no próximo domingo (12), será reforçada com mil fiscais em sala de aula e outros 100 policiais de trânsito nas adjacências dos locais de provas. A informação foi divulgada, nesta quarta-feira (8) pelos titulares das Secretarias de Estado de Administração e Desburocratização (SAD) e de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

Ao todo, mais de 36 mil pessoas se inscreveram no concurso que vai formar soldados e oficiais da PM.

Ao Portal Correio do Estado o secretário da SAD Édio Viegas, disse que, o reforço na segurança está relacionado ao volume recorde de inscritos. Só para os cargos de soldados, são 34.039. “É para garantir que tudo ocorra bem”, disse.

Ainda de acordo com o secretário, além de rastreamento de rádio frequência e apoio de policiais da inteligência da Polícia Militar, e policiais rodoviários federais, haverá suporte médico e assistência para pessoas com deficiência e mães lactantes que irão realizar a prova.

Trânsito

Viegas alerta que haverá intervenção nas vias próximas a alguns locais de prova. Por esse motivo é necessário que o candidato chegue com, pelo menos, duas horas de antecedência. “A Uniderp Agrárias, por exemplo, a via será de mão única, então quem for deixar o candidato, não poderá retornar na mesma via, vai precisar fazer outro caminho”, alertou.

Policiais do Batalhão de Trânsito da PM estarão nos locais de prova para auxiliar na fluidez do trânsito.

Provas

As provas para as 388 vagas de soldados serão realizadas, a partir das 8h. Os prédios escolhidos pela Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de MS (Fapems) são  as universidades Uniderp, Matriz e Agrárias, Anhanguera, UCDB e Unigran, em Campo Grande. Já em Dourados ficaram estabelecidas as unidades da Unigran e UFGD.

As 62 vagas para oficial serão disputados na parte da tarde, após às 14h, na universidade Unigran polo em Campo Grande e Dourados.

A diferença é a quantidade de questões e tempo para os candidatos. Para soldado serão quatro horas para responder 80 questões. Já a prova de oficial terá uma hora mais para 100 questões.

Os soldados aprovados, vão participar de um curso de formação com duração de 10 meses, mas, neste período já estarão à disposição da sociedade. Os oficiais ficam em torno de seis meses no curso de formação. Os salários são de de R$ 3.352, 53 para soldados de R$7.089,23 para oficiais.

 

Fonte: correiodoestado

Comentários

comentários

Tente de novo

Justiça Federal nega tentativa da defesa e confirma legalidade de escutas na Lama Asfáltica

3ª Vara também reafirmou competência para julgar desvios de verba do BNDES O juiz da ...