Chile detecta primeiro caso da cepa britânica de Covid-19

As autoridades de Saúde do Chile anunciaram nesta terça-feira, 29, que detectaram o primeiro caso da nova cepa do coronavírus em uma chilena que esteve no Reino Unido e voltou ao país sul-americano no dia 22 de dezembro.

O contágio foi detectado após uma análise do teste de PCR feito na passageira depois de ela apresentar sintomas assim que desembarcou em Santiago, informou a subsecretária do Ministério da Saúde, Paula Daza.

Últimas Notícias

O Chile mantém todos os voos com o Reino Unido suspensos desde 22 de dezembro, mas a passageira, de nacionalidade chilena, chegou ao país no mesmo dia em um voo que saiu de Madri, onde fez escala.

Depois pegou um avião para a cidade de Temuco, cerca de 800 km ao sul de Santiago.

“Imediatamente, tomamos as medidas de alerta e essa pessoa se encontra no hospital para ser vigiada de forma rigorosa, assim como seus contatos”, disse a subsecretária.

As autoridades ainda rastreiam os demais viajantes que estavam a bordo do voo procedente da Espanha e do que levou a mulher da capital a Temuco.

Quarentena obrigatória

Após a identificação da nova cepa, as autoridades anunciaram que todas as pessoas procedentes do exterior deverão fazer uma quarentena obrigatória de dez dias que só poderá ser encerrada quando forem recebidos os resultados de um teste de PCR realizado a partir do sétimo dia de confinamento.

Em 22 de dezembro, o governo suspendeu todos os voos diretos provenientes do Reino Unido e decretaram quarentena obrigatória de 14 dias para todos os chilenos e estrangeiros que chegarem do território britânico.

O país reabriu suas fronteiras em meados de novembro depois de um fechamento aéreo e terrestre desde março. Os novos contágios têm crescido nas últimas semanas no Chile.

Nos últimos 14 dias, houve um aumento de 28%, chegando a 603.986 infectados e 16.488 mortes confirmadas desde o primeiro caso no país, em 3 de março.

De acordo com especialistas, essa mutação do vírus é mais contagiosa. Sua detecção provocou novas medidas em centenas de países, incluindo a Espanha, e impuseram restrições aos voos com o Reino Unido.

 

Fonte: correiodoestado