Prosseguir divulgar novas regras de limite de ocupação em categorias nas bandeiras cinza e vermelha

Foi divulgada nesta sexta-feira (30) uma normativa com as novas regras para o funcionamento dos serviços comerciais do estado, diante do cenário atual de pandemia e conforme avanço da vacinação da população. 

O regramento é válido para as atividades liberadas nesta semana, que têm limitação e público, como bares, eventos, atividades culturais, entre outros.

Conforme o Programa de Saúde e Segurança da Economia (Prosseguir), as atividades dos municípios classificados com bandeira cinza atendidos com 30% da capacidade máxima de clientes e funcionários no local. Já que estão na bandeira vermelha dentro do limite máximo de 50%. 

Segundo a nova lista, mais de 30 atividades econômicas estão condicionadas ao novo limite de ocupação, sendo elas:

  • Bares e outros especializados especializados em servir bebidas;
  • Parques de diversão e parques temáticos;
  • Exploração de boliches, de jogos de sinuca, bilhar e similares, jogos eletrônicos recreativos, casas de bingo, apostas em corridas de cavalos, jogos de azar e apostas;
  • Atividades de exibição cinematográfica; 
  • Serviços de organização de feiras, congressos, festas, festas e eventos;
  • Atividades de museus e de exploração de lugares e prédios históricos;
  • Produção teatral e musical; espetáculos de dança, circenses, de marionetes e similares; rodeios, vaquejadas e semelhantes; atividades de sonorização e iluminação;
  • Discotecas, danceterias, salões de dança;
  • Atividades de sauna e banhos;
  • Tabacarias;
  • Cabeleireiros, atividades de estética e outros serviços de cuidados com a beleza; clínicas de estética.

Mesmo com a alteração em relação à ocupação máxima, o toque de recolher se mantém em relação às bandeiras.

Na cor cinza os componentes podem funcionar das 20h às 5h, na vermelha das 21h às 5h e na laranja das 22h às 5h. 

Todas as atividades devem seguir os protocolos de biossegurança, como uma obrigação de uso de máscaras de proteção individual para circulação e o distanciamento mínimo de 1,5 metro em ambientes fechados.

 

Retomada

A liberação das atividades que estavam suspensas devido à pandemia do coronavírus ocorreu na última terça-feira (27).

O funcionamento, no entanto, deve seguir os protocolos de biossegurança e com limitação de público.

De acordo com o secretário de infraestrutura, Eduardo Riedel, a medida faz parte do plano de retomada econômica e social do Governo do Estado.

Na ocasião, o comunicado informou que o Estado não adotará mais o conceito de atividades essenciais, sendo liberadas todas as atividades, apenas com regramentos diferentes.

No entanto , caso seja necessário, o governo pode decretar o fechamento de algumas atividades novamente, conforme o avanço da Covid-19.

 

Fonte: correiodoestado