Cinco municípios de MS completam 42 anos nesta quinta-feira

Vista panorâmica da cidade de Costa Rica, que integra a Rota Cerrado do Pantanal. (Foto: Divulgação)

Cinco municípios de Mato Grosso do Sul comemoram 42 anos nesta quinta-feira (12). As festividades ocorrem em Douradina, São Gabriel do Oeste, Taquarussu, Costa Rica, e Selvíria.

Distante 326 quilômetros de Campo Grande, Costa Rica tem população atual estimada em 21.456 habitantes. Segundo registros históricos, o povoamento de Costa Rica teve início por volta de 1926, quando José Ferreira da Costa procedente de Nioaque, fundou a fazenda Imbirussú.

Por volta de 1961, José Ferrera da Costa resolveu implantar um povoado, destinando uma área de pouco mais de 236 hectares da Fazenda Imbirussú para loteamento. Logo, surgiram algumas edificações à margem direita do Rio Sucuriú. O povoado se tornou Distrito de Camapuã em 21 de janeiro de 1964 (Lei 2.132) e foi elevado à categoria de município (Lei 76, de 12 de maio de 1980), com desmembramento de porções dos municípios de Camapuã e Cassilândia.

Vista panorâmica do município de Douradina. (Foto: Divulgação)Vista panorâmica do município de Douradina. (Foto: Divulgação)

Douradina, distante 192 quilômetros de Campo Grande, tem uma população atual estimada em 6.025 habitantes, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Criado pela Lei n° 78 de 12 de maio de 1980, o município marcou o dia 20 de dezembro de 1956 como data de sua fundação e passou a ser descrito como Distrito pela Lei n° 2.093, de 20 de dezembro de 1963.

Douradina teve seu povoamento iniciado pelos pioneiros da cidade Luiz Zahran, José Manoel da Silva, João Francisco Janos, Abrão Nunes Cerqueira, Firmo Inácio da Silva, Abílio Janos e José Nunes de Andrade, que na época, eram proprietários de lotes rurais pertencentes ao Núcleo Colonial de Dourados e resolveram lotear toda a gleba formada por lotes contíguos e à margem de rodovias, a fim de implantar um novo povoado.

São Gabriel do Oeste, distante 140 km da Capital, tem população estimada de 27.660 pessoas. A cidade é palco de atividades desde meados de 1885. Segundo registros históricos divulgados pelo IBGE, a terra foi inicialmente ocupada por criadores de gado oriundos de Minas Gerais. O precursor dessa primeira incursão foi Bernardino Ferreira da Cunha.

O município, que hoje esta entre os melhores colocados no IDHs (Instituto de Desenvolvimento e Gestão) do Estado, foi por muito tempo integrado ao município de Coxim. Até que no dia 12 de maio, por ato do ex-governador Marcelo Miranda Soares, foi assinada a lei em que ficou criado o novo município e estabeleceu seus limites.

Para comemorar os 42 anos, São Gabriel do Oeste embalou oito dias de festas, com shows e eventos que se iniciam dia 6 de maio. Nesta quinta-feira, a programação conta com a Feira Gastronômica, ExpoMulher às 14h, Festival Gastronômico às 18h e shows com os cantores Zé Vitor e Banda e Zé Vitor e Banda  das 18h30 às 20h. Os eventos são gratuitos  e acontecem na Praça da Igreja Matriz.

As festividades continuam amanhã com o grupo Gira e banda municipal se apresentando às 14h. O espaço recebe também a “Exposição de Telas e Túnel do Tempo”. Já às 18h30, haverá Show com Simone Paião e às 20h, com Rafael e Adriano, ainda na Praça da Igreja Matriz. No sábado, às 16h, acontece a Festa das Cores com os DJs Arilson, Maiara Massi e Celso no Estádio Municipal.

Monumento do anjo na entrada da cidade de São Gabriel do Oeste. (Foto: Divulgação)Monumento do anjo na entrada da cidade de São Gabriel do Oeste. (Foto: Divulgação)

Taquarussu foi elevada à categoria município no dia 12 de maio de 1980 e assim, desmembrada de Batayporã. Distante 332 quilômetros da Capital, a cidade comemora o 42° aniversário, com população aproximada de 3.588 habitantes.

Distante 305 quilômetros de Campo Grande, Selvíria tem uma população estimada em 6.555 habitantes. Segundo registros históricos, a cidade foi elevada a distrito pela Lei nº 2.132, de 21 de janeiro de 1964 e o município criado pela Lei nº 76, de 12 de maio de 1980.

Selvíria tem suas origens firmadas na hidroelétrica  de Ilha Solteira, no início das obras, em 1963, houve um grande fluxo de trabalhadores que passou a ocupar cidades vizinhas. Em pouco tempo, a construtora da usina tinha 30 mil pessoas em sua vila, e estimulava o loteamento do povoado que se formava do outro lado, no então Estado de Mato Grosso.

Assim, surgiu o loteamento de Selvíria, batizado com esse nome por estar localizado nas terras do fazendeiro João Selvirio de Souza, um visionário que soube captar o momento histórico de criar uma vila e lucrar com a venda das terras do Cerrado.

Fonte: CAMPO GRANDE NEWS