Apresentação da modalidade para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016

alaor_visita-me_11-2 (2)

Apresentação da modalidade para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016

Alaor Azevedo apresenta planejamento para 2016 ao ministro George Hilton

Presidente da CBTM também prestou contas dos recursos provenientes de convênios com o Ministério do Esporte

O presidente da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM), Alaor Azevedo, participou na última terça-feira (10) de encontro com o ministro do Esporte, George Hilton, em seu gabinete, em Brasília (DF). Durante a reunião, foram apresentados o planejamento da modalidade para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, a aplicação dos recursos provenientes de convênios com a pasta e as ações para detecção e formação de novos talentos.

“Nós viemos fazer uma visita de cortesia ao ministro. Foi um encontro muito cordial e amigável. Passamos um panorama do tênis de mesa olímpico e paralímpico no Brasil. O ministro ficou interessado em saber as reais perspectivas de medalhas em 2016 e conversamos sobre os nossos talentos, como o Hugo Calderano, que conquistou o bronze nos Jogos Olímpicos da Juventude, em Nanquim, na China”, afirmou o dirigente.

Segundo Azevedo, o apoio do Ministério do Esporte à CBTM tem sido fundamental para o desenvolvimento do tênis de mesa brasileiro. Atualmente, estão em vigor quatro convênios com a pasta, destinados a pagamento de salários de atletas, técnicos e equipe multidisciplinar, compra de equipamentos e despesas com viagens e competições.

“Hoje, graças ao apoio do Ministério, temos bons resultados. Tínhamos o conhecimento, mas faltavam os recursos. Quando o Rio foi escolhido para ser sede dos Jogos Olímpicos, passamos a ter os recursos. O Ministério passou a nos apoiar completamente e melhoramos nosso patamar olímpico”, explicou.

Segundo o planejamento apresentado ao ministro, a projeção da CBTM é de que a seleção brasileira fique entre as oito melhores equipes no masculino e entre as 12 no feminino em 2016. Para os Jogos Paralímpicos, a expectativa é de quatro medalhas.

“Agradeci ao ministro o apoio, que, segundo ele, irá continuar. Ele também deseja investir no esporte de base e falamos do Sacando Para o Futuro e de outros projetos que desenvolvemos”, disse Azevedo, citando a iniciativa para levar o tênis a escolas públicas e privadas do país.

FONTE: CBTM

FONTE LINK:
Apresentação da modalidade para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016