Gusttavo Lima divulga número de moradora de MS em música e mulher o processa: ‘não me deixam em paz’

Mulher que processa Gusttavo Lima por número em música é sul-mato-grossense

A sul-mato-grossense Alessandra Duarte, de 33 anos, viu sua vida virar um inferno desde que o cantor sertanejo Gusttavo Lima lançou a música “Bloqueado”, no final de novembro de 2021. Na letra, o número de telefone citado no trecho a seguir é dela, que nasceu e mora em Fátima do Sul, no interior do Estado. Segundo a mesma, o número faz parte da letra sem qualquer autorização.

“Me bateu uma saudade / Daquelas que o coração arde / 9***-5003 / Olha eu recaindo outra vez”, diz o pedaço da canção que tem causado muitos problemas para a fátima-sulense. “Desde quando ele divulgou essa música no YouTube, não me deixam em paz. É de madrugada, qualquer hora, eles começam a ligar, falar do Gusttavo Lima, já estão me xingando porque eu entrei com o processo”, afirmou ela ao Jornal Midiamax.

Na plataforma, o vídeo já passa de 35 milhões de visualizações. Diante da situação, Alessandra procurou a produção do cantor. “Eu liguei pra produção do Gusttavo e eles falaram pra eu trocar de número. Eu não vou entrar no prejuízo por causa deles. Fazendo fama com meu número e eu no prejuízo? Eu tenho esse número há muito tempo”, diz a servidora da Prefeitura do município.

“São mais de duas mil mensagens chegando por dia no meu celular. Tenho que deixar no silencioso porque senão não tenho paz. Tem pessoa que liga, eu atendo e começa a cantar a música do Gusttavo Lima, sabe? É uma situação bem chata”, conta ela.

Alessandra entrou com o processo na semana passada, mas há quase dois meses vem sendo atormentada após o lançamento do single. Ela pede indenização por danos morais, cujo valor ainda não foi definido. Ao Jornal Midiamax, a mulher disse que foi exposta até por uma cantora famosa, que divulgou um vídeo no Instagram com fotos suas.

Casada há 12 anos, a sul-mato-grossense também afirma estar sendo assediada pelo telefone, já que homens chegaram a pedir nudes nas mensagens absurdas. “É o Brasil inteiro mandando. Eu fico bloqueando, é uma falta de respeito”.

“Eles [produção de Gusttavo] falaram pra eu procurar meus direitos. No começo, quando eu liguei, falaram que deveriam ter ligado pra saber se o número existia, aí depois eu retornei de novo pra eles e me disseram ‘procura os seus direitos ou troca de número de telefone’, eu falei ‘vocês acham que é assim? Eu vou entrar no prejuízo enquanto ele está ganhando milhares de dinheiro com essa música?’ Não. Jamais!”, conclui a mulher, que está esperando as providências da Justiça.

Não é a única

Este já é, pelo menos, o segundo processo movido contra o cantor pelo mesmo motivo: a divulgação do telefone sem autorização. No início de janeiro, estourou na imprensa nacional a informação de que uma outra ação corre desde dezembro buscando indenização de R$ 105 mil.

Nesse caso, a assessoria jurídica do artista, por intermédio do advogado Cláudio Bessas, informou que ele não tem conhecimento do processo e que irá aguardar a citação para manifestação do imbróglio. Até então, Gusttavo Lima não se manifestou tanto para esse caso, quanto para o de Alessandra. Enquanto isso, a sul-mato-grossense está juntando todas as provas necessárias. “Tenho várias, são muitas”.

A música foi composta pelos compositores Manoel Messias Andrade de Souza, Rodrigo Reys e Renno Saraiva Macedo e Silva, que também devem responder judicialmente. Confira a letra completa:

BLOQUEADO
(Renno Poeta / Rodrigo Reys / Kinho Chefão)

Tô aqui bebendo
Em um botequinho de esquina, cerveja e pinga
Depois de um dia inteiro de trabalho
Já é fim de tarde,
Me bateu uma saudade…
Me bateu uma saudade…

Eu sei que eu não posso ligar
Pra quem já me esqueceu
Coração prometeu nunca mais recair
Só que agora perdeu
Tá sem dignidade,
Me bateu um saudade…
Daquelas que o coração arde…

9***-5003
Olha eu recaindo outra vez

Lembrei que tô bloqueado
É muita raiva misturada com tristeza
Olha eu chorando e dando porrada na mesa

Lembrei que tô bloqueado
É muita raiva misturada com tristeza
Olha eu chorando e dando porrada na mesa
Derrama, derrama cerveja

Eu sei que eu não posso ligar
Pra quem já me esqueceu
Coração prometeu nunca mais recair
Só que agora perdeu
Tá sem dignidade,
Me bateu um saudade…
Daquelas que o coração arde…

9***-5003
Olha eu recaindo outra vez

Lembrei que tô bloqueado
É muita raiva misturada com tristeza
Olha eu chorando e dando porrada na mesa

Lembrei que tô bloqueado
É muita raiva misturada com tristeza
Olha eu chorando e dando porrada na mesa

Lembrei que tô bloqueado
É muita raiva misturada com tristeza
Olha eu chorando e dando porrada na mesa
Derrama, derrama cerveja.

*(A reportagem do MidiaMAIS ocultou parcialmente o número do telefone com asteriscos para não perpetuar a exposição da sul-mato-grossense)

Fonte: midiamax.uol.com.br